free html web development software

Nossa História

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul teve o privilégio de ser a primeira no Brasil a operar uma estação de radiodifusão. Exatamente no primeiro dia de julho de 1950, destinada à transmissão de ensinamentos, palestras, etc., bem como informações de seu observatório astronômico, com a ressalva, entretanto, de não serem irradiados programas musicais e outros de natureza recreativa. O primeiro transmissor era de marca Marconi TYPO TPLA, que fora doado pelo governo do Estado, tinha uma potência máxima de 500 Watts, consumindo cerca de 3.000 Watts de energia e operava na frequencia de ondas curtas de 3.945kHz, a antena era composta de duas talas montadas no edifício do Instituto de Eletrotécnica.

Com a autorização verbal do Reitor Alexandre Martins da Rosa em janeiro de 1951, foi feita uma inauguração simbólica, e a Rádio da Universidade estava finalmente no ar. Ao final de 1952, a Rádio da Universidade já contava com alguns locutores, escolhidos através de concurso promovido pelo próprio Diretor. No dia 3 de junho de 1953, era colocado no ar o novo transmissor de 2 kW, ainda atuando em ondas curtas, na frequencia de 3.945kHz na banda de 76 metros, sendo muitas as cartas recebidas de ouvintes que recebiam o "forte sinal".


No dia 31 de dezembro de 1953, às 22 horas, a Rádio da Universidade é retirada do ar, devido a sua irregularidade quanto à emissão de músicas, o que lhe era proibido até então. A 20 de janeiro de 1954, o Prof. Elyseu Paglioli foi ao Rio de Janeiro, e através de audiência com o Presidente da República, Getúlio Vargas, solicita a concessão de um canal de rádio em ondas médias. A partir daí a Rádio da Universidade é autorizada a operar na frequencia de 1080 kHz. 

A 27 de maio de 1956 foi terminado o aterro na Ilha do Chico Inglês, onde seria instalado o transmissor. Tudo estava pronto para iniciar as irradiações e entre agosto e novembro de 1957 a emissora passou a transmitir em caráter experimental. 

A 18 de novembro de 1957, às 20 horas de uma segunda-feira, entrava no ar em 1080kHz, a ZYU67, Rádio da Universidade. No ano de 1960 a sede dos estúdios da Rádio da Universidade foi transferida para o atual endereço no outro lado da rua Sarmento Leite, no número 426, onde funcionava desde a década de 20, a antiga Seção de Meteorologia do Observatório Astronômico da Escola de Engenharia. 

Em 1979, a emissora desativa os já antigos transmissores da Ilha do Chico Inglês e instala um novo, de marca Ivape, com potência de 10 kW, no município de Eldorado do Sul.


Em julho de1990, com o objetivo de modernizar a estação e melhorar a qualidade de som que vinha se deteriorando, torna-se a primeira emissora AM de Porto Alegre a transmitir música utilizando a "nova" tecnologia de CD laser. Em abril de 1991, dando seqüência às inovações, é instalado o novo transmissor HARRIS DX-10, AM-Stereo, sendo este, o primeiro totalmente estado sólido com modulação digital a ser instalado na capital. Em setembro de 1991, o prédio da rua Sarmento Leite é reformado totalmente e recebe novos equipamentos, tais como CD players, transmissor de link, mesas de audio, processadores de audio. Em maio de 1994, é instalado um novo transmissor reserva GATES ONE. No mês de agosto de 1995, os diversos departamentos da rádio são informatizados e computadores com multimídia são instalados na central técnica de ambos os estúdios, possibilitando o início da migração da gravação em fita, para a edição e armazenamento digital. Em outubro de 1995, são instalados encoders DSP digitais, nos estúdios e transmissores. Melhora-se, consideravelmente, a qualidade do som transmitido entre estes dois pontos. Este sistema até então era o único em operação, sem similar no estado. Ainda em novembro deste mesmo ano, a ZYK 280 Rádio da Universidade passa a operar, pela primeira vez na sua história, 24 horas por dia. Em dezembro de 1996, o Departamento Técnico da rádio, juntamente com o Centro de Processamento de Dados da UFRGS, implanta a interligação via fibra ótica, entre os estúdios e o prédio da Reitoria, colocando assim a R.U. na Rede do Campus Central. Em setembro de 1997, a Rádio da Universidade coloca no ar a sua página na Internet, disponibilizando a seus ouvintes mais um canal de comunicação com informações adicionais.


Em março de 1998 foi instalado um Sistema Servidor de RealAudio permitindo assim que o som da Rádio da Universidade ultrapassasse as fronteiras regionais, podendo ser captado ao vivo em qualquer parte do mundo através da Internet, sendo a Rádio da Universidade a primeira emissora de Porto Alegre a disponibilizar áudio streaming ao vivo. É implementado em 2003 novo sistema de automação para execução radiofônica totalmente desenvolvido pelo Departamento Técnico da R.U., diminuindo consideravelmente os erros operacionais existentes até então. Em 2008, foi instalado o novo transmissor de link digital. Em 2009 entra em operação mais um Servidor de áudio para Internet, permitindo que a Rádio da Universidade pudesse ser ouvida também através de qualquer Media Player. Em março de 2011 é disponibilizado na sua página na Internet, programas e áudio sob demanda, aumentando assim nossa interatividade com o ouvinte, possibilitando a sua escuta ou gravação no momento desejado. Setembro de 2014, nosso som pode ser ouvido através de qualquer plataforma e/ou dispositivo móvel. Em março de 2015, dando sequência na atualização de seus equipamentos, entrou em operação o novo transmissor de AM, GATES AIR


A Rádio da Universidade possui dois estúdios, o maior deles, o estúdio A tem 36 metros quadrados e é um mini auditório, abrigando um piano de meia cauda Gotrian-Steinweg e uma bateria Yamaha. Este espaço é utilizado diariamente durante a programação para recitais, entrevistas, programas e locuções ao vivo. O estúdio B é menor, sendo utilizado para gravação e edição de programas jornalísticos, entrevistas e programas produzidos.

Para a captação de sons nas audições musicais ao vivo, utilizamos vários microfones Shure, modelos SM-58 e MX-412. As locuções são captadas com microfones Neumann U-87.

Para a reprodução de gravações em vinil fazemos uso de toca-discos Garrard 301 com cápsulas Shure. A reprodução das obras editadas em Compact Discs se faz através de CD Players profissionais MP-103. Mesas de áudio de 10 e 24 Canais estéreo Broadcast Electronics e Shure são utilizadas nas gravações e execuções ao vivo. Os programas produzidos são gravados em estações de áudio digitais computadorizadas, as quais estão interligadas através de uma rede interna de computadores, com armazenamento em nosso Servidor Central. Nosso sinal é processado digitalmente na saída da mesa de áudio e então é encaminhado simultaneamente para o Internet Server e ao nosso transmissor de link de UHF (948Mhz) o qual transmite de maneira direcional este sinal até os nossos transmissores de AM em Eldorado do Sul (a 20 Km de P. Alegre). A partir daí o sinal é re-processado e entregue aos nossos transmissores de AM e irradiado em 1080 kHz por nossa antena ohmnidirecional de 75 metros de altura.


A Rádio da Universidade, continua mantendo-se fiel a sua proposta original de irradiar cultura, educação e entretenimento da melhor qualidade. Sabemos das dificuldades de quem se propõe a isto mas contamos com nosso público fiel de ouvintes que ao longo destes anos nos tem prestigiado.